Espaço para os poetas unaienses

A menina da janela

Linda que linda é

a mocinha da janela.

Ah se eu me chamasse Vinícius,

eu faria um verso pra ela!

Tem a pele tão bronzeada,

e os cabelos cor de mel.

Os seus olhos parecem

dois pedaços do céu.

Linda que linda é

a mocinha da janela.

Não será senhor Alvarenga,

a sua “Bárbara Bela”

 É a musa inspiradora

dos versos de um poema.

Ah se fosse eu “ o poeta das mulheres”

seria ela a garota de Ipanema.

Nonato Mendes Ribeiro

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s