MINHA MÃE

Minha mãe,
Fui mutilada pela
Tua ausência.
Em teu túmulo
Deixei meu chão.

Com quem falar
Se há só silêncio?
Quem ouvirá
A voz calada?

Em meu ser
A dor insuportável
Pulsa.

Eu te ofereço
Carinho em versos,
Esperando que este poema
Destrua tua morte
E traga-me
Vida.

Minha mãe,
Eu nunca disse
Tudo que sentia.

E hoje na tua ausência
Palavras são apenas
Orações silentes.

 Alda Alves Barbosa

2 pensamentos sobre “MINHA MÃE

  1. Mãe é única ! Só quem a perdeu é que sabe o quanto ela faz falta, e daria tudo para tê-la de volta. Portanto devemos valorizar aquela que nos acolheu dentro de si durante nove meses e seria capaz de dar a vida por nós. Mãe é sempre mãe.

    • Sim, meu lindo, mãe é única e não tem prazo de validade. A validade dela é eterna. E quando Deus a chama a saudade também é eterna, nada preenche este imenso vazio! Talvez a saudade, este substantivo abstrato, seja a única forma que encontramos para preencher o espanto de nos ver sem aquela que nos sustém. A vida sem ela nos amedronta, ficamos sem chão… Eternamente sem chão… Sem ela!

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s