2 pensamentos sobre “ALUMIAR – poemeto

  1. O coraçao se faz deserto/a lua fica escondida/atrás da serra, li bem perto/com seus raios prata, canta a vida.Alumiando tudo por aqui, filha do Rio.Abraços.

    • Ficou linda Glorinha! Este cerrado e nós duas a poetizá-lo. Sabe, foi muito bom ter encontrado você… Uma voz falando sobre este cerrado, ninguém ouve o grito poético, mas duas, faz diferença sim.
      Obrigada Glorinha pela sua presenta bonita neste nosso lugar onde se fala tanto do nosso sertão!
      Abraços,

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s