Entrega

Dai a mim os teus
Vermelhos lábios,
Dai a mim o teu
Corpo esbelto
Vertente que
Percorro para chegar
Ao aconchego do
Teu abraço.

***

Dai a mim as curvas
Do teu corpo moreno
Onde eu possa pousar
As minhas mãos
Acariciantes, até que
Que tu me cubras
E eu possa contigo,
Retornar sempre a
Este mar em
Movimento.

Alda Alves Barbosa

2 pensamentos sobre “Entrega

  1. Minha parenta Alda que maravilha você acaba de escrever, olha minha prima esse poema mexeu la bem no fundo do meu coração. Que DEUS na sua infinita misericórdia ilumini sempre a sua mente para que você continue levando paz e alegria com seus escrito. Prima o seu livro é um presente de DEUS. To rindo muito, depois comentarei sobre ele. Um beijão.

    • Olá meu querido,
      Como sempre muito gentil e incentivador. Deus me ilumina muito Gilvar, ah se não fosse ELE. Olha, não vou ficar com falsa modéstia não, também gostei do que escrevi, e como diz Zequinha, “o seu livro nos deixa entre o pranto e o riso”. Comentaremos o livro sim, creio que deveríamos comentar mais rsrsrs. Obrigada
      Um grande abraço

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s