OS QUATRO ESTÁGIOS DO PERDÃO

“DEIXAR PASSAR”

Para se começar a perdoar, é bom deixar passar algum tempo. Ou seja. É bom deixar de pensar provisoriamente na pessoa ou no acontecimento. Não se trata de deixar algo por fazer, mas assemelha-se a tirar umas férias do assunto. Isso ajuda a evitar que fiquemos exaustos, permite que nos fortaleçamos por outros meios, que tenhamos outras alegrias na vida. Este estágio é um bom treino para o abandono definitivo que mais adiante advirá do perdão. Deixe a situação, a recordação, o assunto, tantas vezes quantas for necessário. A idéia não é a de fechar os olhos, mas a de adquirir agilidade e força para se desligar da questão. Deixar passar envolve voltar a tecer, a escrever, ir até o mar, aprender e amar algo que fortaleça e deixar que o tema saia do primeiro plano por um tempo. Isso é bom e é medicinal. As questões de danos passados irão atormentar muito menos se garantirmos que trataremos da ferida com bálsamos medicinais agora e que mais tarde tratará do assunto de quem provocou tal ferida.

Alda Alves Barbosa

Consulta no livro “Mulheres que correm com os lobos” – Clarissa Pinkola Estés

Segundo Estágio do perdão na próxima quinta-feira, dia 22/03/2012

3 pensamentos sobre “OS QUATRO ESTÁGIOS DO PERDÃO

  1. Olá Alda,
    Grande matéria. O tempo é um dos melhores remédios, e o perdão um grande alívio, o amor cura tudo.
    Orlando

  2. É sim Orlando, mas concordo que não devemos perdoar depressa demais. Necessitamos do tempo e de tempo para eleborarmos dentro de nós mesmos o perdão. Tirar da nossa mente o foco do problema, viver outras situações, ajuda no processo. O perdão exige de nós “verdade de sentimentos”, porque não dá para fingir que perdoou, será um sofrimento maior… Melhor tratar da ferida primeiro, depois resolver a questão com a causa do ferimento. A semana que vem pesquisarei o segundo passo dentro do contexto psicológico e do cristão.
    Abraços meu amigo

  3. Uma matéria de grande importancia, profundo esse assunto, muito bem vindo, perdão é coisa séria e nescessária para se ter vida.Parabens Alda, como sempre minha admiraçao por suas escritas.

    Abraços, amiga das letras.

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s