BURITIS – A PRIORIDADE É O CRESCIMENTO DO SER HUMANO

Dia 21 de março estive em Buritis a convite do Professor José Jurandir Ramos e da Professora Rita Maria da Silva Ramos, para fazer o lançamento do livro de contos de minha autoria “Travessias do Tempo.” Não posso dizer que me surpreendi com este pedaço do sertão noroestino mineiro, na realidade fiquei e continuo cheia de encantamento pela forma como fui recebida e com o calor humano que emana deste o vento tímido do cerrado até o abraço maternal/paternal de seu povo.
‘Encantamento! Eu a defino assim. Buritis é como uma mocinha encantada, sutil e gentil. Como adolescente não poderia deixar de ter o seu jeito brejeiro para conquistar quem ali chega para passear ou fincar morada. Ela possui o charme que só a juventude tem a alegria que só os felizes possuem e a satisfação de quem vive dentro da inteireza humana. Problemas? Claro que têm. Mas possuem a leveza da integração para que os percalços sejam resolvidos.
A jovem Buritis não cresce de “qualquer jeito”… Ela cresce priorizando o que torna o homem digno: saúde, educação e cultura. Seus filhos são cuidados, embalados e olhados com olhares respeitosos de quem sabe o porquê que Deus os colocou ali!
Parabéns a este jovem chão que um dia fez parte do “meu” sertão… E, conquistando sua independência, soube e continua sabendo trabalhar para o crescimento do seu povo com a harmonia de quem “pensa grande,” de quem deseja aos seus o CONHECIMENTO, porque só ele nos torna pessoas livres.
OS MEUS AGRADECIMENTOS E OS MEUS RESPEITOS A ESTE POVO TÃO GENEROSO!

Alda Alves Barbosa

2 pensamentos sobre “BURITIS – A PRIORIDADE É O CRESCIMENTO DO SER HUMANO

  1. Olá Alda, comungo com você, este pedaço de chão urucuiano é uma extenção nossa aperfeiçoada pela simplicidade do povo sertanejo. Como eu adoro Buritis, quando estou lá me sinto em Unai dos velhos tempos. Você foi agraciada pelo top, ser recebida por Rita e Zé é uma benção.
    Orlando

    • Orlando, quanto aconchego existe ali! Me senti em casa, em meio ao meu povo, e estava, como você mesmo disse, e acho que eu disse anteriormente, este pedaço do sertão é uma extensão do meu chão. Sabe que agora senti ciumes de Buritis? Lá você vai, aqui você não… Está porcurando lá a nossa Unaí dos nossos tempos? Encontrou, está ali, mais aprimorada, mais culta, mais voltada para o crescimento do ser humano! As diferenças existem sim, mas a igualdade também.
      Com carinho,

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s