AINDA TE AMO

Ainda te amo antes de cada minuto, após cada instante, na imensidão dos meus vazios, em cada lágrima que insiste em cair. Ainda te amo, na saudade da ausência, nos braços de abraços contidos, na tristeza de morrer de cada manhã. Ainda te amo, nas noites vazias, na solitária cama fria, na angústia de estar e não ser. Ainda te amo, na espera do inesperado, no passado tão distante e no presente do agora. Ainda te amo, no lamento do rio que chora no declínio do dia e na noite do medo de estar só. Ainda te amo ,no refúgio de mim mesma, no esperar eterno. Eternamente!

Alda Alves Barbosa

6 pensamentos sobre “AINDA TE AMO

  1. Gosto de todas as poesias suas, mas aqui você se superou. Só trocaria o ainda pelo sempre.
    Orlando.

  2. Olá Bárbara bela,

    Ah, estes amores que nos movem, que nos tiram da paralisia mental e nos fazem poetizar tudo! Obrigada minha linda, amor profundo, mas dóido… e verdadeiro!
    Eu também sou apaixonada por aquela foto e ela está de acordo com o que escrevo. Voltarei sim, aguarde apenas mais uns dias… O povo quer ver o Rio Preto! Mas ela retornará… Só um tempinho tá? Ah, viu o soneto que escrevi? Lembrei-me de você com as rimas.
    Bjus

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s