Desde Sempre

Quando o céu da noite
For largando estrelas
Eu irei à procura de ti.

Viajarei nas asas
Dos pensamentos
E aterrissarei no
Teu corpo moreno.

É tão bom te amar!
Basta o olhar e
Minhas fendas se
Abrem como pétalas.
Basta o gesto
E meu riso
Brota em flor.
Basta o toque e a
Minha pele te responde.

Rasgo os véus da minha
Nudez sem nenhum pudor
E estendo meus seios
Sobre teu corpo nu.

Minha carne palpita.
Na carícia violenta do
Teu beijo ouço a música
Da noite iluminada, do
Ritmo do teu corpo no meu.

Os perfumes dos nossos corpos
Ascendem da terra
E a noite ora.
Eu vou me desprendendo
De mansinho…
A noite dorme.

E eu continuo desperta
Revivendo momentos
Inexistentes!

Alda Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s