Multiplicidade

Sou feita dos ontens,
do hoje e talvez dos amanhãs.
Costuro um retalho ali,
outro acolá,
vou me perdendo
vou me encontrando,
recolhendo as sobras do
que perdi pelos caminhos.

Canto o sol
canto a lua,
nas manhãs adormeço
e entardeço numa
montanha de saudades.
Alda Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s