NOITE

É quase manhã
Quando minha noite
Começa.

Seu começo é o canto
De uma ave noturna rara
A procurar refúgio
Dentro de mim.

Do meu ser sai
Um gemido inóspito,
Um murmúrio que pede
Para ser ouvido
Para ser escrito.

É assim que todas
As minhas noites
Começam.

Alda Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s