Retalhos de Minas…

Lima Duarte é um Município do Estado de Minas Gerais e sua inserção regional é na Mesorregião da Zona da Mata, mais precisamente na divisa da Zona da Mata com o Sul de Minas, nas conclusões da Serra da Mantiqueira. No âmbito da Zona da Mata localiza-se na microrregião de Juiz de Fora. Tem uma área de 850 km² que compreendem as Serra de Ibitipoca, Serra de Lima Duarte e Serra Negra. Situa-se em latitude de 21º 50’ 26″ Sul; longitude de 43º 47’ 46″ Oeste Gr.; Altitude de 704 metros. Apresenta as seguintes temperaturas médias: máxima: 28ºC; mínima: 10ºC; compensada: 24ºC.

História

O povoamento de Lima Duarte é um dos mais antigos de Minas Gerais. Suas origens remontam os fins do Séc. XVII. A mais velha referência a respeito tem a data aproximada de 1692 e ocupa-se da “bandeira” que tinha como capelão, o padre João Faria Filho, vigário de Taubaté e um dos pioneiros do descobrimento de Ouro Preto.
Tornou-se a região um dos maiores centros de colonização da Capitania, com a migração de audazes colonizadores vindos de São Paulo, Rio de Janeiro e Portugal.
Com a extração do ouro, surgem e se desenvolvem,   por volta de 1740, as primeiras povoações às margens do Rio do Peixe. Em 1781, com a eminente escassez do ouro e a ilustre visita do Governador Dom Rodrigo de Menezes, que distribuiu terras de agricultura, a agropecuária de subsistência veio se tornando a principal atividade de desenvolvimento econômico.

Matriz de Mossa Senhora das Dores

Geografia

O Município de Lima Duarte está localizado na Serra da Mantiqueira às margens da BR 267, no extremo sul da Zona da Mata Mineira. A vegetação é composta por Campos Altimontanos, Campos Rupestres, Mata Atlântica Estacional Semi-decidual e de Galeria. O relevo se constitui de formosas montanhas de até 1784m de altitude, gerando divisores das bacias hidrográficas do Rio Grande e do Rio Paraíba do Sul. Apresenta clima Tropical de Altitude, que varia dos 35° nos períodos mais quentes e atinge mínimas próximas a 0º nos mais frios.

 

Lago dos Espelhos

Cachoeira dos Macacos

2 pensamentos sobre “Retalhos de Minas…

    • Olá Gisela,
      É muito bom ler o que você escreveu. É bom saber que o que escrevemos é lido e indicado para o outro. Eu, particularmente, diante disso, tenho um sentimento que não estou no mundo apenas para ocupar espaço. Estou fazendo a diferença. Não sinto orgulho, mas sinto-me gratificada.
      Obrigada pela visita. Será sempre bem-vinda!
      Com carinho,

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s