FOGUEIRA

Erga teus braços
Abraça-me
Mata a minha sede
Estou em fogo por ti.

Erga teus braços
Toma meu corpo
Que deseja se entregar a ti
Puro
Obsceno
Trêmulo.

Venha,
Submete-me à felicidade
De ser nuvem
De chegar aos céus!

Alda  Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s