No fundo do quintal

Jabuticabeira

No fundo do quintal
Uma jabuticabeira
Derramava-me os galhos
Por sobre o muro.
E neles eu me enfeitava
Lambuzada com o mel do
Negro fruto em botão…
E perdidamente solta,
Em sonhos de princesa e
De pirata, viajava por
Mares de liberdade e
Fantasia.

Alda Alves Barbosa

Um pensamento sobre “No fundo do quintal

  1. Como era bom chegar parto de uma jabutiqucabeira, colher o fruto alí na hora e poder saborear aos montes sem limite para terminar….Quanta saudade…!

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s