Véu de noiva

     E a marcha nupcial ecoou pela igreja. A noiva, alvamente vestida, desfilava trêmula pelo espaço enfeitado de tapete vermelho para que seus pés não tocassem o chão. Noiva não pisa em terra firme, noiva voa…

      Entre olhares e sussurros, aterrissou. Entregaram-na ao noivo.

      Uma voz grave determina: ” O homem é a cabeça do casal… a mulher deve obedecer o marido… o marido deve amar a esposa…”. Fiquei com dó de mim, com dó de todas as mulheres. Fiquei com raiva dos super-humanos. Eles, tão frágeis, sempre necessitados de colo, de mulheres que os fortaleçam para que o discurso machista aconteça!

       Ensurdeci… Cerimônia finalizada. A noiva direcionava às fotografias, a conversa, determinava o que fazer nos instantes seguintes. Não pude deixar de sorrir. Percebi que se existe cabeça de casal, ali, não era o noivo… A realidade é outra, mas as palavras continuam tão antigas!

Alda Alves Barbosa

Um pensamento sobre “Véu de noiva

  1. Muito bom! Já assisti vários casamentos (sou o irmão mais novo de todos os outros casados) e o discurso se repete, sutil, mas ali, evidente. Cabeça? Ora, cabeça há nos corpos! Nos casais há companheirismo e divisão de atividades e decisões, sem isso, não dá!

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s