Devaneio

Devaneio

Quando o sol se
estender no varal e
o som das palmas do
horizonte ecoarem,
nossos corpos acordarão
despidos, entrelaçados.

Nesta manhã seremos
dois rostos serenos com
olhos felizes, gestos leves
como estivéssemos preparando
o voo em direção aos céus.

E os jardins ficarão mais floridos
a vida… Ah, a vida será como pincéis
mesclados de cores vivas e vibrantes…
Felicidade!

E juntos improvisaremos
danças tempestuosas…
E sobre nuvens algodoadas
alcançaremos os céus!

Alda Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s