Pela manhã

Pela manhã

O cigarro acesso no cinzeiro
Aroma de café
Desperta a manhã
Os homens
Faz renascer trens e apitos
Os edifícios
Todos os cinzas
Torna mais veloz os relógios
Aqui
Um poema repousa
No alpendre
E a solidão
Vestida em flores
Destila eternos silêncios.

Tonho França

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s