Nas margens de lá… Nas margens de cá

10577159_557961840974417_4819713440705266350_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nas margens do Rio Preto
Margem de lá, margem de cá
passei meus dias criança
na dança colorida dos véus

Hoje vou vendo o meu rio dançar
dança alegre, braços girando no ar
vejo as as águas vindo… vindo…
Sequência dos dias passados
nas águas do tempo presente
recordando a passagem dos ontens

Vou vendo e cismando
não nas águas que vão passando
é que me vejo em suas margens
tecendo o sol com laços de fitas
enfeitando instantes coloridos

Vou na beira do meu Rio Preto
vejo-me nas margens de lá,
e nas margens de cá
das suas curvas surgem
os requebros, tão ondulantes
como meu olhar!

Alda Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s