Depois daquele dia

10665834_10201495603511658_1903120725680745950_n (1)
Se em teu reino penetrei
Foi por culpa tua e só tua
Tua invasão em meu canto
Rendeu tanto que nem sei
Tua vontade veio vindo
Enquanto ia meu querer
Esse encontro de tinto vinho
Veio vindo e se fez acontecer
Sem mais porque
Sumiu como veio e se foi
O rio levou em suas idas
Nunca mais as mesmas águas
Nunca mais o mesmo colo
Tive eu a solidão como comparsa
Palavras soltas e restos de poesias
Ainda bem que de consolo
Guardei teus escritos, tuas letras
Vou te reinventar, Preciso de teu sarcasmo
Teu porto é certo, e o meu inseguro
Teu cais já chegou, o meu invento hoje

Amanhã nem sei…

Ana Carvalho

Um pensamento sobre “Depois daquele dia

  1. Amiga agradeço a homenagem. Você tem no coração poesias e corre letras em suas veias. Te admiro, sou tua fã.

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s