O alinhavar da socialização através da linha do amor

 

simbolo da psicologia

autoconhecimento2

O autoconhecimento  é encontro. Buscar o conhecimento é buscar a intimidade com o sonho e com o outro!

Quem é o outro? O pai, a mãe, o (a) filho (a) o (a) namorado (a), o (a) amigo(a)! Qualquer pessoa que passa pela história de vida do ser humano, é o outro! O conhecimento, o seu desenvolvimento, gera, cria, aproxima! O vínculo é um dos seus rastros! Logo, ocorre a convivência! A convivência conduz a socialização! Socialização em psicologia social e sociologia é encontro!

O alinhavar da socialização através do amor pode produzir uma colorida e forte colcha de retalhos da vida! Cabe ao ser humano observar a beleza de cima sem esquecer que existem as misteriosas costuras com a linha de baixo. São estes complexos detalhes que formam a bela obra de arte que é a colcha de retalhos; logo, o que a torna simples é a contemplação com o olhar! Os  pontos de cruzamento entre linha e agulha podem conduzir ao encontro consigo mesmo, com o outro e com a vida.

(Por: João Batista Bezerra de Sousa)

2 pensamentos sobre “O alinhavar da socialização através da linha do amor

  1. Fantástico texto. Nada mais socializante do que a linha do amor. Ele (o amor) nos coloca frente a frente com nossa condição humana e passo a passo vamos nos conhecendo cada vez mais. Um abraço!

    • Grato pela sua observação e compreensão contextualizadas! É verdade, prezado Adriano, o amor e suas nuances, conduz ao ser humano, a busca de si mesmo, do outro e do sentido de vida! Quanto mais amor intrínseco, mais o seu desvelar se mostra de forma natural e espontânea (extrínseca) na vida do ser humano. Conforme você acentua, é o amor, que pode com sua força genuína, curar, ser o medicamento da alma, frente aos desafios existenciais! Ao costurar a vida, com a linha do amor, ocorre a socialização, simultaneamente, se desenvolve a saúde mental.
      Outro detalhe, da minha pesquisa sobre o amor, na sua linguagem simbólica e encarnada no dia a dia do ser humano, pude contastar nestes anos que: “o amor, é uma construção, desconstrução e reconstrução” no viver, amar e aprender de cada dia!
      Gostei da sua fala, esteja a colaborar outras vezes, quando se sentir a vontade!
      Um forte abraço
      João Bezerra

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s