Tupaciguara – MG – Um potencial turístico e um deleite para quem ama pescaria

retalhos de Minas

Tupaciguara - MG

Tupaciguara é um município brasileiro situado no estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se na mesorregião do Triângulo Mineiro. Sua população estimada em 2014 era de 25 269 habitantes.

“Tupaciguara” é um termo de origem tupi que significa “terra da mãe de Deus”, através da junção dos termos tupã (“Deus”), sy (“mãe”) e kûara (“terra”) . Quem nasce em Tupaciguara é: Tupaciguarense.

Distância das principais cidades
Araguari – 69.8 km.
Uberlândia – 70 km.
Belo Horizonte – 605 km.
Goiânia – 273 km.

História
O município começou a ser povoado por volta de 1841, com a vinda da família da goiana Maria Teixeira, que mandou construir uma capela em homenagem à Nossa Senhora da Abadia.TUPACIGUARA TEM 24.188 HABITANTE (IBGE 2010)

Igreja de Nossa Senhora da Abadia

A cidade foi emancipada em 1.912 e faz aniversário em primeiro de junho. Portanto já é uma cidade centenária.

Região onde se encontra o atual município de Tupaciguara era habitada primitivamente pelos índios caiapós e foi atravessada, em 1722, pela bandeira Bartolomeu Bueno da Silva.

De 1841 a 1842, graças aos esforços de D. maria Teixeira, devota de Nossa Senhora da Abadia, foi construída uma pequena capela no local, então pertencente a paróquia de Monte Alegre, e no ano seguinte verificou-se ligeiro acidente, sem consequências, com o carro que conduzia para ali um padre, para celebrar missa. Por esses motivos, a povoação que se formava em torno da capela passou a ser chamada de “Abadia do Monte Alegre” ou “Abadia do Bom Sucesso”.

O topônimo adotado posteriormente – Tupaciguara – e de origem indígena. Significa “terra da mãe de Deus”
(TUPA-CIGUARA). Em 1912, Tupaciguara se emancipa politicamente com o nome de Abadia do Bom Sucesso. Somente em 1922 o município adota seu nome atual.

Turismo
Além da culinária típica mineira, Tupaciguara oferece vários atrativos ao turista. O Grande Lago, reservatório da Usina de Furnas de Itumbiara, é onde o tucunaré, peixe da Bacia Amazônica, melhor se adaptou fora de seu habitat. A pesca esportiva é amplamente difundida e são centenas de ranchos e alguns hotéis espalhados ao longo dos 110 km de margem do lago que o município possui. Destaca-se, ainda, uma infinidade de quedas d’aguas naturais, como a Cachoeira dos Costas, a mais alta do Triângulo Mineiro, próxima ao povoado do Brilhante e a Cachoeira do Rio Bonito, a cerca de 8 km da sede do município, que integra o circuito turístico do Triângulo Mineiro.

A cidade realiza todos os anos um dos maiores carnavais de rua do interior de Minas Gerais, inteiramente gratuito.

Cultura
A padroeira de Tupaciguara é Nossa Senhora da Abadia. No interior da Igreja Matriz, se encontra uma virgem de cedro datada de antes de 1845, esculpida pelo artista Goiano Veiga Vale. É forte a tradição da viola, do catira e das comitivas a cavalo que levavam o gado sertão afora. Tupaciguara possui um casario bem conservado no estilo eclético e Art Deco. Destaca-se ainda o modernismo dos traços do arquiteto João Jorge Cury, na praça da matriz e em algumas residencias da cidade. Algumas curiosidades sobre Tupaciguara são as árvores plantadas no meio da rua, as sirenes anunciando a fornada quente de pão nas panificadoras e o costume de se anunciar os falecimentos em carro de som.

Turismo nas águas de Tupaciguara

O contraste do platô do Planalto Central, onde se assenta a sede do município, com as escarpas que descem ao Vale do Rio Paranaíba da a Tupaciguara, o privilégio de possuir mais de uma centena de cachoeiras e quedas d’água que adensadas por matas ciliares, criam um ambiente que contagia o turista, envolvendo-o num clima de êxtase misto de excitação decorrente do aumento de adrenalina e também uma grande sensação de paz .

Grande Lago de Tupaciguara, formado pela represa de Furnas, divide o município de Tupaciguara a noroeste com os municípios de Araguari – MG, Buriti Alegre – GO, Corumbaíba e Anhanguera – GO.

A represa, cuja barragem se localizado na divisa dos municípios de Araporã MG e Itumbiara – GO, tem 760 Km² de área e suas águas banham 14 municípios. O lago tem uma extensão de aproximadamente 180 Km, sendo um dos maiores lagos artificiais do planeta. Em alguns trechos, nos períodos de cheia chega a atingir a largura de 12 km.

Sendo todo piscoso, é permitida pesca esportiva de vara durante todo o ano. A pesca profissional embora permitida entre os meses de março a setembro, vem sofrendo intensa campanha contrária da população de toda a região. As principais espécies de peixe encontradas são: O Tucunaré, Pintado, Piau, Piapara, Jaú,Barbado e Dourado entre outros.

A conjugação de sua grande extensão, largura e profundidade, são ótimas para a prática de esportes náuticos. Além dos hotéis e ranchos já existentes, o município apóia e incentiva a vinda de empresários interessados em investir na indústria do turismo.

Grande Lago de Tupaciguara, formado pela represa de Furnas, divide o município de Tupaciguara a noroeste com os municípios de Araguari – MG, Buriti Alegre – GO, Corumbaíba e Anhanguera – GO.

A represa, cuja barragem se localizado na divisa dos municípios de Araporã MG e Itumbiara – GO, tem 760 Km² de área e suas águas banham 14 municípios. O lago tem uma extensão de aproximadamente 180 Km, sendo um dos maiores lagos artificiais do planeta. Em alguns trechos, nos períodos de cheia chega a atingir a largura de 12 km.

Sendo todo piscoso, é permitida pesca esportiva de vara durante todo o ano. A pesca profissional embora permitida entre os meses de março a setembro, vem sofrendo intensa campanha contrária da população de toda a região. As principais espécies de peixe encontradas são: O Tucunaré, Pintado, Piau, Piapara, Jaú,Barbado e Dourado entre outros.

A conjugação de sua grande extensão, largura e profundidade, são ótimas para a prática de esportes náuticos. Além dos hotéis e ranchos já existentes, o município apóia e incentiva a vinda de empresários interessados em investir na indústria do turismo.

Torneio de Tucunaré em Tupaciguara – MG
torneio_tucunare_tupaciguara-8 torneio_tucunare_tupaciguara-39 torneio_tucunare_tupaciguara-40

Além da “Ilha dos Carneiros”, há varias outras. Não podemos deixar de mencionar a “Ilha das Pedras”, muito visitada por turistas estrangeiros. Nesta, existe uma praia com areias brancas e águas límpidas, no seu interior rochoso, a natureza esculpiu monumentos líticos, desenhando esculturas intrigantes. Sua paisagem ao longo das praias, apresenta uma imensidão de água que se perde no horizonte. O por do sol compõe um cenário de extensiva e rara beleza.

tupa4
Considerada por estudos de especialistas da UFU – Universidade Federal de Uberlândia, como o município com maior potencialidade turística na Vale do Paranaíba, depois da própria Uberlândia, Tupaciguara não se limita ao Grande Lago. A pesquisa que abrange aspectos como, atrativos culturais e esportivos, festas populares e religiosas, além das belezas naturais, considera dentre as 23 (vinte e três) cidades pesquisadas, Tupaciguara como a que depois de Uberlândia, reúne os maiores índices de potencialidades turísticas da região.

tupa5

Tupa 5

As riquezas e belezas naturais de Tupaciguara que vão muito além das potencialidades do Grande Lago, podem ser descritas por exuberantes cachoeiras e quedas d’água, mais de cem ao todo. Vale ser lembrado, a Cachoeira dos Costas, cujo segundo tombo tem 110 metros e a Cachoeira do Rio Bonito com 76 metros de altura, distante apenas 08 (oito) quilômetros da cidade. Essas duas cachoeiras reúnem todos os principais desafios que atraem a prática do queniomismo e do rapel. O Inventário da Oferta Turística, feito por técnicos da TURMINAS, órgão oficial de turismo do governo estadual, catalogou mais de 40 (quarenta) cachoeiras. A Fazenda “Hotel Rio das Pedras” é uma mostra do perfil hídrico do município de Tupaciguara. Apenas essa fazenda oferece mais de 20 (vinte) cachoeiras e quedas d’água, que formam poços cristalinos de várias profundidades e extensão.

tupa3

Várias são as riquezas e o potencial turístico de Tupaciguara, porém a chamada indústria do turismo está apenas começando a ser explorada no município. Aqui, há espaço tanto para o investidor que queira participar conosco da exploração dessas riquesas naturais, quanto para as pessoas (idosos, adultos, jovens e crianças) que estejam à procura de descanso, entretenimento, aventura ou emoções.

Fonte:   http://www.cepede.org.br/tupaciguara/index.htm

            http://www.achetudoeregiao.com.br/mg/tupaciguara/turismo.htm

            http://www.pescagerais.com.br/pesca/torneio-pesca-esportiva-tupaciguara/ 

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s