Tudo é tão bipolar!

cego-e-preso
Há tantas formas de despertar! Apenas abrir os olhos não basta. . É preciso acordar. Acordar dói… Mais uma dor num caminho onde pedras abrem feridas, deixam pruridos e só depois cicatrizam. Cicatrizar deixam marcas que o acordar vê. E sofre. É apenas mais uma dor que abraçadas a outras doem mais. Tentar mensurar a intensidade da dor é como querer transpor barreiras que vão além do se que é.

Ah, a alegria… Uma primavera quieta que pincela com cores vivas o dia? as horas? os instantes? Que importa? Há tempo para a dor… Há tempo para a alegria! Um sobe e desce… Um baixar e subir de nuvens… Tempestades e o luzir do sol… Tempo para acordar, tempo para hibernar… Tudo é tão bipolar!

Alda Alves Barbosa

Sua opinião é importante para nós. Participe com um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s