Estilhaços

10178155_754936627943603_4972265311774148827_n

Há solidão no amor;
se amo, amo para poder
amar a mim mesma;
amo para ser menos só
para alcançar-me e
oferecer ao outro a
ilusão de que contamos
com nossa mútua companhia.
Amo você, você me ama…
e assim temos um ao outro…

Uma troca triste… estilhaços humanos –

Alda Alves Barbosa

O alinhavar da socialização através da linha do amor

 

simbolo da psicologia

autoconhecimento2

O autoconhecimento  é encontro. Buscar o conhecimento é buscar a intimidade com o sonho e com o outro!

Quem é o outro? O pai, a mãe, o (a) filho (a) o (a) namorado (a), o (a) amigo(a)! Qualquer pessoa que passa pela história de vida do ser humano, é o outro! O conhecimento, o seu desenvolvimento, gera, cria, aproxima! O vínculo é um dos seus rastros! Logo, ocorre a convivência! A convivência conduz a socialização! Socialização em psicologia social e sociologia é encontro!

O alinhavar da socialização através do amor pode produzir uma colorida e forte colcha de retalhos da vida! Cabe ao ser humano observar a beleza de cima sem esquecer que existem as misteriosas costuras com a linha de baixo. São estes complexos detalhes que formam a bela obra de arte que é a colcha de retalhos; logo, o que a torna simples é a contemplação com o olhar! Os  pontos de cruzamento entre linha e agulha podem conduzir ao encontro consigo mesmo, com o outro e com a vida.

(Por: João Batista Bezerra de Sousa)